Logo

Artigos - Visualizando artigo

Qual é a diferença entre lucro e faturamento?

Você sabe como aumentar os lucros da sua empresa? Essa pode parecer uma tarefa complexa, entretanto, podemos afirmar que é perfeitamente possível de ser executada. Existem alguns procedimentos que você pode adotar e que interferem diretamente em seu lucro. 

Neste artigo, mostraremos alguns conceitos básicos sobre a lucratividade e como você pode adotar estratégias para aumentá-la. Saiba mais!

Qual é a diferença entre lucro e faturamento?

Inicialmente, é importante entender a diferença entre lucro e faturamento. Este último pressupõe apenas a emissão de suas notas fiscais de venda ou prestação de serviços e demais tipos de fatura.

O lucro, por sua vez, é o resultado da subtração de todo o seu faturamento com os gastos que ocorreram na empresa durante um período, sejam eles relacionados com a sua atividade ou não. 

Como aumentar os lucros da empresa?

Entendido o conceito e a diferença entre lucro e faturamento, passaremos para a etapa de demonstração de como aumentar a lucratividade do negócio. Continue lendo!

Redução de gastos

O primeiro passo é a redução de gastos. Custos e despesas representam um percentual significativo de comprometimento dos seus lucros. Portanto, você deve organizá-los e verificar a possibilidade de eliminar ou reduzir alguns gastos desnecessários.

Escolha do regime de tributação adequado

Outro fator que reduz muito a lucratividade de uma empresa é a escolha do regime de tributação inadequado. Basicamente, existem três modalidades: Simples Nacional, Lucro Real e Lucro Presumido.

Planejamento correto de estoque

Outro problema muito comum que afeta diretamente o lucro de uma empresa é o planejamento incorreto de estoque. Comprar produtos desnecessários ou ter em falta itens fundamentais para gerar receitas pode causar prejuízos incontáveis que refletirão negativamente na sua lucratividade.

Utilização devida de bens e serviços de consumo

Por fim, você também deve avaliar a utilização indevida de bens ou serviços de consumo, tais como energia elétrica, impressões e até mesmo copinhos de café. Às vezes, são nessas pequenas despesas que encontramos os maiores vilões da lucratividade das empresas. 

 

Fonte: Jornal Contábil


Voltar


Compartilhar

Todos os direitos reservados ao(s) autor(es) do artigo.

topo site